George Floyd

Afro-americano que foi assassinado em 25 de maio de 2020, depois que Derek Chauvin, então policial de Minneapolis, ajoelhou-se no pescoço dele durante oito minutos e quarenta e seis segundos, enquanto estava deitado de bruços na estrada. Os policiais Thomas Lane e J. Alexander Kueng também ajudaram a conter Floyd, enquanto o policial Tou Thao estava perto e observava. O assassinato ocorreu durante a prisão de Floyd em Powderhorn, Minneapolis, Minnesota, e foi gravado em vídeo nos celulares por vários espectadores. As gravações em vídeo, mostrando Floyd dizendo repetidamente: ” Can’t Breathe!” (“Não consigo respirar”) foram amplamente divulgadas nas plataformas de redes sociais e transmitidas pelos meios de comunicação do mundo inteiro. Os quatro policiais envolvidos foram demitidos no dia seguinte.O assassinato de George Floyd gerou revolta social e uma onda de protestos antirracistas e contra a violência policial, primeiro em Minneapolis, depois por diversos outros estados e cidades do país, e pelo mundo. As manifestações e protestos foram inicialmente pacíficos, mas depois se dividiram, janelas de uma delegacia de polícia foram quebradas, uma loja da AutoZone foi incendiada e outras lojas foram saqueadas e danificadas nas áreas circundantes, por outro lado: Vários vídeos de violência policial surgiram durante os protestos pela morte do americano negro George Floyd. As autoridades reagiram através da utilização de gás lacrimogêneo e disparando balas de borracha contra a multidão. Em oito dias de protestos seguidos contra o racismo e a violência policial, mais de 9 000 manifestantes foram presos, centenas ficaram feridos e alguns mortos só nos Estados Unidos.A morte de Floyd foi comparada à morte de Eric Garner em 2014, um homem negro desarmado que repetiu “Não consigo respirar” enquanto estava sendo sufocado pelos policiais e também como continuação às lutas dos movimentos negros e civis nos Estados Unidos liderados por Martin Luther King Jr. e Malcolm X durante os anos 1950 e 1960.

 

Fonte: wikipedia.org