Fatima Patterson

Nasceu no bairro santiagueiro de Los Hoyos, Santiago de Cuba, em 1951.Sua carreira artística se iniciou em 1970, como atriz na rádio e na televisão e direção de programas. Em seguida ingressou no Conjunto Dramático do Oriente. Em maio de 1992 fundou o Coletivo Macubá, que se distinguiu pelo trabalho de pesquisa e confronto de vivências de teatro; assim como o trabalho com a religiosidade popular, as tradições e os componentes do folclore cubano.Fundadora e Diretora da Articulação Regional Afrodescendente desde 1997, do Evento Bienal Internacional da Oralidade de Cuba. É contadora de histórias da cultura afrocubana, motivo de orgulho para sua cidade natal.Como ela mesmo diz:”Santiago de Cuba é a cidade da palavra e a fonte de toda a narração, é nutrir-se dos outros e das próprias raízes”.Representou Cuba na Inglaterra, España e Brasil. Recebeu vários prêmios como: “Distincíon por la Cultura Nacional”, “Medalla Raúl Gómez Garcia”, Placa “José Maria Heredia”, Premio Nacional de Teatro por seu desempenho durante anos com a temática da mulher, a marginalidade e a morte.

Iniciação em branco e preto para mulheres sem cor, foi a proposta do grupo Estudio Teatral Macubá no Festival de Teatro de Havana em 2011, o ano dos Afrodescendentes. A obra , sob a Direção de Fátima Patterson é uma homenagem à mulher caribenha e a Joel James Figarola.

 Fonte: www.ecured.cu